Coisas

16 12 2007

Estive todo o fim-de-semana a preparar uma aula sobre racismo. parece-me que será uma boa maneira de iniciar o estudo dos Fascismos nos anos 30. Porquê? É um problema que começa a ter uma expressão cada vez mais visível na sociedade portuguesa em geral. É um problema que me aflige na minha escola onde há uma forte presença da comunidade cigana.

Resumindo, é fundamental preparar bem a aula para enfrentar as habituais perguntas surpreendentes dos meus alunos.

Na pesquisa de materiais encontrei este antigo “spot” publicitário do SOS Racismo que se adapta à quadra natalícia:

Estou a pensar iniciar a aula com um debate. Um rap do Gabriel poderia servir de ponto de partida. Mas ele usa a palavra burrice e eu estou sempre a dizer aos alunos para não se chamarem burros uns aos outros… “No stress”, tenho tempo até Janeiro 🙂

No meio disto tudo estou com uma constipação de todo o tamanho. Foi uma conjunção de pormenores que conspiraram para eu ficar assim: estou a tomar uma vacina anti-gripe, na 6.ª feira à noite atravessei a cidade a pé porque perdi o passe e esqueci-me do dinheiro em casa (tão típico!), ando a comer mal porque com o trabalho todo até me esqueço. Não faz mal, eu funciono a força de vontade ❗

Anúncios

Acções

Information

3 responses

19 12 2007
Falc0

Para ser sincero, de x em quando sou um pouco racista.
Sempre que me lembro de que fui assaltado por dois negros e estive 5 minutos com uma faca fria encostada ao meu pescoço…dá-me uns nervos…
Os meus belos 70€ que levava na carteira… a meu belo telemovel que a minha mae me tinha dado quando eu fiz 18 anos… uma raridade de telemovel que deixava todos a perguntar que telemovel era aquele que nunca tinham visto…
Todos dizem que podia ter sido assaltado por um branco, mas a verdade das verdades é que foi um negro… e aquela cara nunca mais me vai sair da mente… Umas ferias de Verao estragadas por dois merdas…
Por estas e por outras é que existe o racismo. Eu tenho amigos negros e nao vou generalizar, pois neste mundo temos de tudo… mas a verdade é que naquela noite eles eram negros…

19 12 2007
Lalage

Mas Falc0, isso não uma razão para ser racista! No ano passado eu tinha uma turma de delinquentes, ladrões para cima (os mais criminosos eram uma simpatia e um charme inolvidáveis), e nenhum tinha ascendentes africanos visíveis!
Enveredar pela vida do crime tem a ver com razões sócio-económicas que por sua vez têm por trás lacunas culturais.
Eu nunca imaginei que fosse possível, mas eu tenho alunos cujos pais são analfabetos reais, não sabem sequer assinar o nome! Alguns desses pais são mais novos que eu, note-se.
Fico nervosa quando penso nestas coisas porque, como professora, só consigo ver o sistema de ensino a falhar, a minha utopia que nunca será uma realidade.

6 01 2008
Fernando Vasconcelos

Cheguei aqui vindo do Blog da Moura Aveirense e ainda bem que cheguei. A sua preocupação em preparar uma aula sobre qualquer tema e este em particular pessoalmente faz-me acreditar (de novo) que a utopia de que fala é possível. Há um ditado françês que diz que a palavra impossível não faz parte do dicionário. Acho que são as pessoas que se preocupam como a lalage faz que realmente fazem o mundo avançar.
Por isso não desista. O esforço de cada um faz diferença, mesmo que seja para uma única pessoa, mesmo que demore séculos, mesmo que já não seja para nós, no total faremos a diferença.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s




%d bloggers like this: