Gallego

28 04 2011

Quando trabalhei em Viana do Castelo enfrentei uma dificuldade insuspeita: não percebia o que as pessoas me diziam. Com os alunos a situação tornava-se mais grave porque tinha mesmo que os perceber e ser percebida. Eles ficavam todos ofendidos e achavam incompreensível que eu percebesse os açorianos e não os percebesse a eles.
Fazer o quê?
Andava pelas ruas e sentia-me em Vigo, sempre rodeada de sons estranhos e familiares ao mesmo tempo. Um tormento. Português de Viana e Galego soavam-me ao mesmo…

Hoje ouvi Uxía cantar em português Cantos na Maré, e lembrei-me desses tempos em que vivi numa das cidades mais lindas de Portugal.


Ações

Information

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s




%d bloggers like this: